Inibição simultânea dos genes antiapoptóticos Bcl-2 e Bcl-XL em células de leucemia linfoide aguda e células de linfoma do manto mediante RNA de interferência

Informações
Tipo: 
Dissertação
Unidade da USP: 
Faculdade de Medicina (FM)
Autor(es): 
Viviane Dias Faustino
Orientador: 
Sérgio Paulo Bydlowski
Data de Publicação: 
2012
Resumo
As estatísticas relacionadas aos cânceres hematológicos indicam que a incidência e mortalidade dessas doenças têm aumentado ao longo dos anos. Embora a maioria dos casos de linfomas e leucemias não possua etiologia definida, sugere-se que fatores genéticos possam estar envolvidos. Nesse contexto, destaca-se a família de proteínas Bcl-2, divididas em anti e pró-apoptóticas. Os genes Bcl-2 e Bcl-XL, membros de uma nova classe de oncogenes, que atuam no mecanismo de morte celular das células cancerígenas, sobretudo apoptose, a qual é controlada por numerosos sinais intra e extracelulares. Uma nova estratégia para o tratamento desta doença inclui a terapia gênica mediada por RNA de interferência, que silencia importantes genes, a exemplo dos genes da família Bcl-2. Visto que o silenciamento isolado de um único gene pode não ter resultados expressivos, o presente trabalho teve por objetivo desenhar um RNA de interferência (RNAi) homólogo a dois tipos distintos de RNA mensageiro (RNAm) e inibir simultaneamente os genes Bcl-2 e Bcl-XL,assim como testar a inibição isolada dos mesmos. Amostras de linhagem tumoral Jurkat e Granta-519 foram avaliadas após transfecção com os seguintes RNA:i Bcl-2,Bcl-XL, Bcl-2/Bcl-XL,Bcl-2+Bcl-XL e scramble. Os nossos achados evidenciam que, na linhagem Granta-519, a sequência do RNAi Bcl-2 inibe, isoladamente ou conjugado ao Bcl-XL, o gene Bcl-2. Deste modo, o RNAi Bcl-2 apresenta-se mais eficiente no mecanismo de silenciamento gênico, uma vez que propicia a morte celular frente a toxicidade do quimioterápico etoposide.