Influência do tratamento periodontal sobre os marcadores de risco para aterosclerose em pacientes com periodontite crônica

Informações
Tipo: 
Tese
Unidade da USP: 
Instituto de Ciências Biomédicas (ICB)
Autor(es): 
Andrea Moreira Monteiro
Orientador: 
Magnus Ake Gidlund
Data de Publicação: 
2010
Resumo
Estudos têm reportado o impacto periodontite na aterosclerose. Neste estudo verificamos a associação determinando alguns marcadores de risco para aterosclerose, e verificarmos a influência do tratamento periodontal sobre esses marcadores. Quarenta pacientes com periodontite e 40 sem periodontite foram incluídos. Colesterol Total, e frações, triacilglicerol (TG), níveis de citocinas, anticorpos anti-oxLDL, proteína C Reativa (PCR), contagem de leucócitos e neutrófilos, e índice de refração foram investigados. Interleucina (IL)-6, -8 e PCR, anticorpos anti-oxLDL, TG e contagem de leucócitos e neutrófilos foram maiores em pacientes com periodontite. Os pacientes com periodontite passaram por tratamento periodontal. Novas coletas foram feitas após 3, 6 e 12 meses após o tratamento. Um ano após o tratamento, as concentrações de TG, IL-6, -8, PCR, contagem de leucócitos e neutrófilos e anticorpos anti-oxLDL foram significantemente menores. Nossos resultados confirmam que o tratamento periodontal induz mudanças sistêmicas em vários marcadores de risco para aterosclerose.