Escherichia coli enteropatogênica (EPEC) atípica sorotipo O55:H7: descrição da antifagocitose a partir de um fator secretado

Informações
Tipo: 
Dissertação
Unidade da USP: 
Instituto de Butantan (IBu)
Autor(es): 
Keyde Cristina Martins de Melo
Orientador: 
Rita de Cássia Ruiz
Data de Publicação: 
2011
Resumo
Escherichia coli enteropatogênica atípica (EPECa) é causadora de diarréia infantil e apresenta alta heterogeneidade quanto aos fatores de virulência. O objetivo deste trabalho foi estudar o comportamento de EPECa na interação com fagócitos profissionais. Duas amostras de EPECa sorotipo O55:H7 mostraram-se capazes de reduzir a fagocitose. Os sobrenadantes dos cultivos foram submetidos a SPE e HPLC e as frações com efeito antifagocítico foram submetidas a espectrometria de massas. A fração capaz de reduzir a fagocitose de bactérias reduziu também a fagocitose de Saccharomyces cerevisiae. Além de mostrar que EPECa é capaz de induzir a antifagocitose, mostrou-se também que o fator antifagocitico é secretado, solúvel em meio aquoso, termoestável, apresenta baixo peso molecular, não é microbicida ou citotóxico e, por último, há indicativos de que possa apresentar uma região glicosídica. Estes achados sugerem que o fator antifagocítico pode, embora não sozinho, exercer um papel importante na adaptabilidade e patogenicidade das EPECa.