Anticorpos contra lipoproteína de baixa densidade oxidada (oxLDL) e peptídeo da apolipoproteína B, aposB, (apoBD) como possível marcador no acompanhamento da eficácia do tratamento com Rosuvastatina em pacientes hipercolesterolêmicos.

Informações
Tipo: 
Dissertação
Unidade da USP: 
Instituto de Ciências Biomédicas (ICB)
Autor(es): 
Rafael Cardoso Trentin
Orientador: 
Magnus Ake Gidlund
Data de Publicação: 
2013
Resumo
Nesta dissertação, estudamos o efeito da Rosuvastatina (Ros) sob pacientes hipercolesterolêmicos. Dentro de 180 dias de estudo prospectivo, avaliamos a eficácia da utilização de anticorpos contra a LDL oxidada ou contra sequência peptídica da apolipoproteína B (apoBD) como marcadores no acompanhamento de resposta à droga. Acompanhamos 76 pacientes (Ros.,n=40/cont.,n=36) através das seguintes variáveis: perfil lipídico, TBARS, anticorpos IgG e IgM anti-oxLDL e IgG anti-apoBD. A partir dos resultados obtidos, concluímos que: não houve alterações consideradas significativas dentro do perfil lipídico; o tratamento controle reduziu significativamente TBARS; os anticorpos IgM anti-oxLDL e IgG anti-apoBD foram sensíveis como marcadores e houve redução significativa destes apenas no tratamento com Rosuvastatina; os níveis de anticorpos IgM e IgG anti-oxLDL não são correlacionados; existe correlação direta entre anticorpos IgG anti-oxLDL e anti-apoBD; os níveis de LDL se correlacionam inversamente aos níveis de IgG anti-oxLDL e IgG anti-apoBD.