Estudo da expressão do gene hsecurina e quantificação do índice de DNA em portadores assintomáticos do vírus linfotrópico T humano e em pacientes com leucemia/linfoma de células T do adulto como marcadores de progressão de doença

Informações
Tipo de Projeto: 
Pesquisa
Coordenador: 
Juliana Pereira
Pesquisadores envolvidos: 
Mari Cléia Ferreira
Agência de Fomento: 
FAPESP 11/22132-0
Finalizado: 
Sim
Inicio: 
2012
Término: 
2014
Resumo
Aneuploidia desempenha um importante papel na patogênese das neoplasias malignas. O oncogene Transformador do Tumor da Pituitária (PTTG) (Pds1/Securina) foi descrito em tumor hipofisário. Este gene codifica a proteína hSecurina humana responsável pelo sequestro e inativação da proteína ativadora de separação das cromátides írmãs denominada de separase. O PTTG encontra-se expresso em tumores da pituitária , mas também foi descrito na Leucemia-linfoma de células T do Adulto (ATL) associada ao vírus HTLV-I. Como os eventos que predispõem e dirigem o desenvolvimento da aneuploidia na ATL ainda são obscuros, nos propusemos a investigar a expressão do gene hSecurina no desenvolvimento na ATL. A expressão do gene hSecurina será quantificada em linfócitos TCD4+ e TCD8+ de portadores assintomáticos do HTLV-I, em pacientes com ATL e em um grupo controle de indivíduos saudáveis, utilizando-se a técnica da reação em cadeia da polimerase (PCR) quantitativa em Tempo Real. A expressão do gene hSecurina será correlacionada com o índice de DNAploidia dos linfócitos TCD4+ E TCD8+ dos grupos do estudo, o qual será avaliado por citometria de fluxo. Os casos de ATL serão confirmados e diferenciados do grupo de portadores assintomáticos do HTLV-I pela detecção da integração monoclonal do HTLV-I nas células malignas pela técnica de PCR inversa longa e pela pesquisa do rearranjo do gene gama do receptor de célula T (TCR).